Os símbolos culturais e políticos da Revolução de 1820: o cidadão, o parlamento e a constituição

Cultural and political symbols of the Revolution of 1820: the citizen, the parliament and the constitution

Isabel Nobre Vargues
Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra/Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX (CEIS20)

A Revolução de 1820 representou em Portugal o primeiro momento liberal conhecido como vintismo, entre 1820 e 1823, de forma criadora e inovadora que teve como principais símbolos culturais e políticos, o aparecimento do cidadão, o primeiro debate em assembleia parlamentar constituinte e em outros círculos de cidadania, como as sociedades patrióticas, os jornais e folhetos, verdadeiros “parlamentos de papel”, e o primeiro texto constitucional – a Constituição de 1822. Que símbolos políticos surgem com a revolução liberal vintista? No Porto, em Lisboa, em Coimbra, em outros pontos do País e mesmo fora dele alguns cidadãos envolveram-se, de forma muito viva, em vários debates e criaram vários exemplos que acreditavam seriam perenes no fortalecer da ideia liberal e constitucional.

Entre eles, o catecismo constitucional, o laço nacional, o hino de 1820, o baralho de cartas constitucional, o monumento constitucional (no Porto e em Lisboa) e mesmo o “herói de 1820”. Os símbolos em questão podem ter desaparecido ou mesmo ter sido destruídos em 1823 como sabemos, mas são, em nosso entender, verdadeiramente matriciais de uma cultura política liberal.

Palavras-chave:

Revolução de 1820, Cidadania, Parlamento, Constituição, Símbolos culturais e políticos


The Revolution of 1820 represented in Portugal the first liberal moment known as Vintismo, between 1820 and 1823, in a creative and innovative way that had as its main cultural and political symbols, the appearance of the citizen, the first debate in a constituent parliamentary assembly and in other circles of citizenship, such as patriotic societies, newspapers and leaflets, true “paper parliaments”, and the first constitutional text – the Constitution of 1822. What political symbols come up with the vintismo as a liberal revolution? In Porto, Lisbon, Coimbra, other parts of the country, and even outside, some citizens were very lively involved in various debates and created several examples that they believed would be perennial in strengthening the liberal and constitutional idea. Among them, the constitutional catechism, the national bond, the anthem of 1820, the constitutional deck of cards, the constitutional monument (in Porto and Lisbon) and even the “hero of 1820”. The symbols in question may have disappeared or even been destroyed in 1823 as we know but are, in our view, truly matrix of a liberal political culture.

Keywords:

Revolution of 1820, Citizenship, Parliement, Consitution, Cultural and political symbols