Panfletários e polemistas no Rio de Janeiro: o debate econômico em panfletos e periódicos durante a crise do Antigo Regime português (1820-1823)

Pamphleteers and polemicists in Rio de Janeiro: the economic debate in pamphlets and periodicals during the crisis of the Portuguese Old Regime (1820-1823)

Nelson Mendes Cantarino
Instituto de Economia – Universidade Estadual de Campinas (IE-UNICAMP)

A crise do Antigo Regime português foi um momento histórico no qual o debate político, jurídico e institucional abandonou os salões da Corte e chegou às ruas. Impacto do ideário liberal, a disputa pela opinião pública foi um dos instrumentos de legitimação dos grupos de interesse que buscavam impor seus projetos à sociedade. No período marcado pela chegada da família real ao Rio de Janeiro (1808), pelo florescer de manifestações políticas associadas ao processo liberal iniciado em 1820, ao reconhecimento formal da independência do Império do Brasil por Lisboa (1825) é possível acompanhar uma enxurrada de impressos e periódicos e um acirramento do debate público em torno dos destinos da sociedade luso-brasileira pela cidade do Rio de Janeiro. Uma das peculiaridades do debate público na capital fluminense foi a circulação de “papelinhos”. Estes eram distribuídos de mão em mão, afixados em muros, postes, nas praças públicas ou lidos em voz alta nas ruas e tabernas. Através da leitura e crítica destes panfletos de ocasião é possível reconstituir os objetivos e argumentos dos grupos de interesse da sociedade. Quais instituições estes defendiam? Quais argumentos econômicos embasavam seus discursos? Quais objetivos estavam em seus horizontes: a manutenção de um Império luso-brasileiro de viés liberal? A independência do Brasil? Uma nova monarquia imperial brasileira? Meu objetivo, a partir destas fontes pré-selecionadas, será identificar esses grupos de interesse, analisar seus argumentos econômicos e aproximar sua atuação ao processo de dissolução do Antigo Regime português e de seu Império atlântico, ao debate acerca das ideias liberais iniciado em 1820, a independência de um novo Estado Imperial brasileiro e o processo frustado de estabelecimento de uma Assembléia Constituinte no Brasil.

Palavras-chave:

Império luso-brasileiro, Panfletos e periódicos, Economia Política, Esfera Pública, Crise do Antigo Regime


The crisis of the Old Regime in the Portuguese Empire was a historic moment in which the political, legal and institutional debate left the halls of the Court and reached the streets. Impact of liberal ideas, the dispute for public opinion was one of the instruments for legitimizing interest groups that sought to impose their projects on society. In the period marked by the arrival of the royal family in Rio de Janeiro (1808), by the flourishing of political manifestations associated with the liberal process started in 1820, with the formal recognition of the independence of the Empire of Brazil by Lisbon (1825) it is possible to follow a flood of printed matter and periodicals and an intensification of the public debate around the destinies of Luso-Brazilian society in the city of Rio de Janeiro. One of the peculiarities of the public debate in Rio de Janeiro was the circulation of “pamphlets”. These were distributed from hand to hand, affixed to walls, poles, in public squares or read aloud in the streets and taverns. Through the reading and criticism of these pamphlets of occasion, it is possible to reconstruct the objectives and arguments of the interest groups of society. Which institutions did they defend? What economic arguments supported your speeches? What objectives were in your horizons: the maintenance of a liberal Portuguese-Brazilian Empire? Brazil’s independence? A new Brazilian imperial monarchy? My objective, based on these pre-selected sources, will be to identify these interest groups, analyse their economic arguments and bring their work closer to the dissolution process of the Portuguese Old Regime and its Atlantic Empire, to the debate about liberal ideas started in 1820, the independence of a new Brazilian Imperial State and the frustrated process of establishing a Constituent Assembly in Brazil.

Keywords:

Luso-Brazilian Empire, Pamphlets and periodicals, Political Economy, Public Sphere, Crisis of the Old Regime