D. Carlos da Cunha e Menezes, um patriarca anticonstitucional

António Araújo

Nesta comunicação pretende-se apresentar a trajetória biográfica de D. Carlos da Cunha e Menezes, 6º Cardeal Patriarca de Lisboa, em especial o seu posicionamento na época do vintismo e da constituição de 1822, que recusou jurar. Procura-se, deste modo, dar nota da contestação ao constitucionalismo liberal por parte de uma figura com a dimensão e o peso de D. Carlos de Menezes.