Educação, cultura e ciência

Coordenação:
Luís Alberto Alves

laalves@letras.up.pt

Universidade do Porto, Faculdade de Letras
Maria Fátima Nunes

mfn@uevora.pt

Universidade de Évora, Departamento de História

 

No âmbito das transformações da sociedade portuguesa decorrentes da Revolução Liberal de 1820, propomos a chamada de contributos interdisciplinares no campo de uma triangulação de ouro: Educação – Cultura – Ciência. Temos como objetivo colocar em diálogo diferentes gerações historiográficas do Vintismo, combinando antigas agendas com novas e fundamentadas visões de produção historiográfica, numa perspetiva transnacional e comparativa. Este painel pretende colocar Portugal no palco do debate europeu sobre História da Educação e da Cultura, abrindo horizontes para a análise das alterações que a Ciência e a Técnica introduziram na configuração do espaço público aberto pelo Liberalismo.

Pretende-se igualmente desenvolver uma abordagem inovadora do triângulo Educação – Cultura, nas suas diferentes manifestações, nomeadamente as artísticas – Ciência, no quadro global das transformações económicas, sociais e políticas então verificadas. Serão merecedores de atenção os traços de permanência e de inovação entre as Luzes e o Liberalismo, nos quais consideramos a pertinência do papel da imprensa científica e cultural, associada às manifestações de sociabilidade que se cruzam com a educação liberal e que são fatores de renovação e modernidade. Por esta via, o painel temático também se abre ao campo das artes: música, pintura, teatro / ópera, abrangendo a festa na revolução, entre o profano e o religioso.